ÁREA RESTRITA

NOTÍCIAS

17/10/2017

Piloto de fábrica de confecção digital está em operação no Brasil

A primeira planta para confecção de roupas no sistema 4.0 entrou em operação no Brasil no final de setembro. A unidade está instalada no campus do Senai Cetiqt, no Rio de Janeiro.

A minifábrica, baseada numa tecnologia desenvolvida pela startup Apparel Made for You (AM4U) da Califórnia, nos Estados Unidos, é capaz de produzir modelos de calças e bermudas em poliéster. As peças podem ser personalizadas pelo consumidor que terá à disposição uma variedade de estampas e pode gravar seu nome no cós da peça.

“A diferença é o processo de tingimento físico que, em nossa planta, foi substituído por um sistema de impressão somada a uma calandra para sublimação. Optou-se por esse tipo de tecnologia pelo fato de essas máquinas serem facilmente encontradas no Brasil, a um custo relativamente baixo, com alta solidez à lavagem e qualidade de impressão, facilitando a reprodutibilidade de nossa planta. É importante lembrar que esse é um sistema sustentável pois não usa água, já que não há pré ou pós-tratamento do tecido”, explica o professor Robson Marcus Wanka, gerente de Educação do Senai Cetiqt-RJ.

O processo de produção começa num espelho virtual em que o cliente escolhe a peça e a estampa. A máquina e um robô tiram as medidas do cliente para adequar a peça ao tipo físico. Depois disso, o cliente informa nome e e-mail em um tablet e dá autorização para iniciar a confecção. A partir daí, uma impressora transfere o molde customizado para a máquina em que está o tecido. A peça é cortada automaticamente e um sistema virtual mostrará para a costureira (nesse modelo ainda há necessidade de um operador humano) o passo a passo para costurar a peça. Outra máquina finaliza o processo dobrando e ensacando. Como a unidade está instalada numa instituição de ensino, será usada para capacitação de alunos e futuros profissionais.

fonte: www.fiepr.org.br/boletins

SIVEPAR@2018
Desenvolvido por Idée Design